Marcon Logística Portuária

Porto de Paranaguá recebe mais um grande navio-tanque

Mais um grande navio do segmento de granéis líquidos opera no Porto de Paranaguá. Atracado no píer privativo da Cattalini Terminais Marítimos, o Hafnia Guangzhou descarregou óleo Diesel, vindo dos Estados Unidos. A embarcação de bandeira maltesa tem 228,39 metros de comprimento (LOA) e 38,04 metros de largura (boca).

É a manutenção da infraestrutura marítima, como explica o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, que permite que os portos de Paranaguá e Antonina possam receber navios maiores e funcionar com plena capacidade operacional e segurança.

“Tanto nós, da Autoridade Portuária, quanto os terminais privados investimos permanentemente em dragagem, sinalização náutica, e demais obras e tecnologias necessárias que os portos paranaenses possam seguir gerando divisas, renda e trabalho com operações seguras e de qualidade operacional”, afirma.

OPERAÇÃO – Segundo a Cattalini, o navio está atracado no berço externo do píer e é maior que o “Cielo Rosso”, recebido no último mês de maio, com 228 metros de comprimento (LOA).

“Em média, os navios regularmente recebidos têm entre 147 e 195 metros de comprimento, mas o píer privativo está preparado para receber navios de até 229 metros”, informa a empresa, em nota.

O navio atracou na última terça-feira (13) e zarpou no final da tarde de quinta (15).

GIGANTES – Os maiores navios recebidos no Porto de Paranaguá para carregar granéis sólidos de exportação têm 292 metros de comprimento (loa) e 45 metros de largura (boca) – Pacific Myra (no último mês de abril; E.R Bayonne (em julho de 2020) e Pacific South (em junho do ano passado).

De Carga Geral, segundo a Diretoria de Operações da Portos do Paraná, o maior navio que opera pelo Porto de Paranaguá é o Glovis Solomon, com 232,39 metros.

O maior navio de fertilizante já a atracar e descarregar foi o Tramp Lady, de 225 metros, recebido no dia 29 de janeiro. A embarcação abriu oportunidade para fazer o retorno ao Exterior levando granéis de exportação, já que tem as dimensões dos navios que regularmente operam com soja, milho, farelo e açúcar.

CONTEINEROS – O maior navio de contêineres a atracar no Porto de Paranaguá foi Hyundai Loyalty, em maio de 2018, de 339,62 metros de comprimento e 45,6 metros de largura, mas com capacidade de carga para 8.600 TEUs.

No ano passado, também entre os maiores navios, foram recebidos, em junho, o MOL Beauty e MOL Beacon, ambos com 336,9 metros de comprimento e 48,3 metros de largura e capacidade para 10 mil TEUs.

Entre os navios com maior capacidade de carga do segmento a operar no Porto de Paranaguá está o Kota Pusaka (outubro de 2020), medindo 330 metros de comprimento (LOA) com 48,2 metros de largura (boca), com capacidade de carregar 11.923 unidades de contêineres (TEUs).

Com essas mesmas dimensões ainda operam em Paranaguá os conteineiros Kota Pemimpin, Seaspan Harrier, Seaspan Osprey, Paranagua Express, e Montevideo Express.

O terminal de contêineres do Porto de Paranaguá, operado pela empresa TCP, está localizado em posição geograficamente privilegiada, no centro do principal eixo logístico de entradas e saídas de cargas do país.

A empresa já tem autorização para operação de navios New Panamax (de 368m x 52m), sendo o primeiro terminal do Brasil com essa permissão.

Fonte: Portos do Paraná
}

07.26.2021

Em Destaque

Relacionados

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

abr 19 2024

Brasil pode chegar a US$ 1 tri de comércio exterior em 10 anos

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta sexta-feira (12), que é possível o Brasil chegar a US$ 1 trilhão de fluxo de...
abr 18 2024

Empresas no Paraná garantem R$ 468 milhões do BNDES para exportação

Empresas no Paraná realizaram quatro operações com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiamento de exportações...
abr 17 2024

Portos do Paraná e de Santos assinam carta de intenções

Os dois maiores portos do Brasil assinaram, nesta quinta-feira (11), uma carta de intenções com o objetivo de desenvolver acordos de cooperação...
abr 16 2024

OMC prevê que comércio global vai se recuperar de forma lenta, porém constante

O comércio global de mercadorias deve se recuperar neste ano, porém de forma mais lenta do que o esperado anteriormente, depois de apenas seu...
abr 15 2024

Com US$ 5,4 bilhões no 1º trimestre, Paraná segue como maior exportador do Sul

As exportações do Paraná somaram US$ 5,42 bilhões no 1º trimestre do ano, um acréscimo de 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 5,2...
abr 12 2024

Chanceler argentina vê progresso em acordo Mercosul-UE, apesar de “mal-entendidos”

A ministra das Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto da Argentina, Diana Mondino, afirmou na sexta-feira que as negociações sobre o...
abr 11 2024

Ministério revisa para baixo projeção de superávit comercial

A queda no preço de mercadorias, principalmente dos bens agropecuários, fez o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC)...
abr 10 2024

Exportação por empresas em 2023 teve forte concentração nos estados do Sul-Sudeste

As regiões Norte e Centro Oeste foram as que tiveram o maior aumento percentual de novas empresas brasileiras exportadoras em 2023, segundo estudo...
abr 09 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 7,482 bilhões em março

A queda de preços da soja e do petróleo e o feriado de Semana Santa fizeram o superávit da balança comercial cair em março. No mês passado, o país...
abr 08 2024

Porto de Paranaguá recebe maior navio da história do Paraná em capacidade

O navio porta-contêineres MSC C. Montaine, que atracou neste domingo (31) no Porto de Paranaguá, conquistou o título de maior embarcação em...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes