No ano na qual as exportações de soja foram recordes, o Porto de Paranaguá bateu sua marca por conta do aumento dos embarques da oleaginosa e fechou 2020 como o terceiro terminal nacional em receita, US$ 17,27 bilhões, por essa via do comércio exterior.

Das 57,3 milhões de toneladas movimentadas, a soja respondeu por 14,3 milhões/t, 27% superior a 2019, com 54% dos granéis sólidos (64% do total de carga). Cerca de 80% do grão é do Paraná, segundo o administração dos portos de Paranaguá e Antonina.

O farelo de soja foi o segundo produto, seguido do açúcar – com expressivo 61% (3,4 milhões/t) de alta sobre o ano anterior -, e milho.

Na via importadora, os terminais paranaenses movimentaram mais fertilizantes, 9,9 milhões/t, 7% a mais sobre 2019, o que reforça, também, o peso das safras brasileiras, muito dependentes desse insumo exterior.

 

Fonte: Money Times