Marcon Logística Portuária

Portos do Paraná tem a melhor gestão portuária do Brasil pela quarta vez consecutiva

A empresa pública Portos do Paraná tem a melhor gestão portuária do Brasil. O reconhecimento do governo federal veio no Prêmio Portos + Brasil, em cerimônia promovida pelo Ministério de Portos e Aeroportos na noite desta quarta-feira (9), em Brasília. É o quarto ano consecutivo que a gestão paranaense fica no topo do País.

Os portos de Paranaguá e Antonina alcançaram novamente nota máxima no Índice de Gestão das Autoridades Portuárias (IGAP) na principal categoria entre os portos públicos brasileiros: 100 pontos.

O indicador é considerado o mais importante para atestar a capacidade de gerência dos portos. Ele analisa 15 métricas: índices financeiros, contábeis, eficiência operacional, transparência administrativa, estrutura organizacional, regularidade tributária e trabalhista, além da manutenção dos acessos aquaviários, entre outros.

O Estado ainda foi destaque em duas categorias entre os portos públicos. A empresa pública conquistou o primeiro lugar na categoria Variação do Lucro Operacional (EBITDA). O mercado financeiro utiliza o indicador para analisar as práticas contábeis e avaliar a situação financeira, econômica e mercadológica de uma companhia.

Outro reconhecimento foi na categoria crescimento de movimentação de carga geral. A empresa conquistou o segundo lugar. A métrica mede a quantidade de carga geral movimentada, como cargas em contêineres e veículos, além de produtos em sacas, fardos ou unidades, carregados direto nos porões dos navios.

“É uma demonstração da força do Estado, do crescimento do Paraná, da geração de emprego e do volume que o Paraná tem conseguido exportar e importar”, destacou o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Estamos batendo recordes de movimentação na Portos do Paraná e nos aproximando do início de uma das maiores obras da história, o Moegão, o que pode nos levar a um futuro ainda melhor”.

“É a coroação de um trabalho realizada por uma equipe altamente eficiente. O resultado é esse: estarmos aqui disputando e conquistando a melhor gestão pela quarta vez consecutiva e um orgulho para o Estado”, disse o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

EVOLUÇÃO – O reconhecimento nacional dos portos de Paranaguá e Antonina ocorre em meio à superação de novas marcas históricas. De janeiro de 2019 a junho de 2023 foram 257,2 milhões de toneladas de cargas movimentadas, além de recorde de melhor semestre em 50 anos em 2023, maior embarque em 24 horas e maior número de caminhões atendidos no Pátio de Triagem.

“Novamente os portos paranaenses foram reconhecidos com nota máxima em gestão. Isso engrandece o trabalho de todos que fazem parte da comunidade portuária paranaense e demonstra o compromisso do Governo do Estado em oferecer serviços de excelência”, destacou o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Segundo ele, nos últimos quatro anos a empresa pública investiu R$ 543,8 milhões nos portos paranaenses. Neste ano, as obras em andamento já somam R$ 91,5 milhões.

Garcia ressaltou ainda a atração de novos investimentos privados com leilões realizados pela autoridade portuária na B3 na ordem de R$ 3,3 bilhões. Desde 2019, foram quatro novos terminais licitados, voltados para movimentação de celulose, veículos, carga geral, granéis líquidos, além de contratos de arrendamentos que foram renovados. Duas áreas tiveram as consultas e audiência públicas realizadas e uma está com sessão pública marcada.

De olho no futuro, os portos paranaenses projetam investimentos de R$ 2,3 bilhões, públicos e privados. As obras envolvem o Corredor de Exportação Leste em Paranaguá, a construção do Moegão para descargas ferroviárias, dragagem, novos silos, armazéns e esteiras transportadoras, entre outros.

PREMIAÇÃO – O Prêmio Portos + Brasil é uma iniciativa do Ministério de Portos e Aeroportos. São reconhecidos com primeiro, segundo e terceiro lugar os portos em 10 categorias.

“O prêmio serve para gestores que queiram melhorar sua gestão e Paranaguá tem sido exemplo para todos os portos nacionais”, destacou o secretário Nacional de Portos, Fabrizio Pierdomênico.

“O Paraná te uma força muito grande com as commodities e o porto é o destino natural desse volume de carga”, complementou o ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França.

A comunidade portuária paranaense também foi premiada. A Cattalini Terminais Marítimos ficou com o terceiro lugar na categoria crescimento de movimentação de granéis líquidos.

 

Fonte: Portos do Paraná

}

08.18.2023

Em Destaque

Relacionados

Operações de Sucesso: Marcon Logística Portuária em Destaque

No último final de semana, a Marcon Logística Portuária mostrou mais uma vez sua eficiência e capacidade ao conduzir operações em dois navios RORO (Roll-on/Roll-off), reforçando sua posição de destaque no setor de logística portuária. Navio Polaris Leader NYK Line...

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

jul 23 2024

Operações de Sucesso: Marcon Logística Portuária em Destaque

No último final de semana, a Marcon Logística Portuária mostrou mais uma vez sua eficiência e capacidade ao conduzir operações em dois navios RORO...
jul 23 2024

Agronegócio exporta US$ 15,20 bi em junho e US$ 82,39 bi no semestre

As vendas externas brasileiras de produtos do agronegócio foram de US$ 15, 20 bilhões em junho de 2024 , um aumento do valor das exportações...
jul 22 2024

Portos do Paraná registram recorde histórico de movimentação mensal

Os portos paranaenses alcançaram uma nova marca histórica de movimentação. Ao todo, 6.582.670 de toneladas foram movimentadas em junho deste ano,...
jul 19 2024

Abertura do mercado cubano para exportação de quatro produtos do agronegócio brasileiro

O governo brasileiro recebeu com satisfação o anúncio, pelo governo de Cuba, da autorização para que o Brasil exporte os seguintes produtos para...
jul 18 2024

Camex mantém elevação de tarifas de importação de resíduos sólidos

Em 18% desde julho do ano passado, as tarifas de importação para resíduos de papel, plástico e vidro permanecerão nesse nível por mais um ano,...
jul 17 2024

Carteira de exportação do BNDES aprova volume 135% maior de créditos em 2024

O valor das aprovações de crédito para a linha BNDES EXIM Pré-Embarque, que financia as exportações de empresas nacionais, cresceu 135% no primeiro...
jul 16 2024

Exportações do Paraná para Ásia, África e Oriente Médio batem recorde no 1º semestre

O Paraná obteve no 1º semestre de 2024 o seu melhor desempenho nas vendas para os mercados do Oriente Médio, África e Sudeste Asiático , com maior...
jul 15 2024

Mercosul e Emirados Árabes Unidos iniciam negociações de um acordo de livre comércio

Representantes dos países membros do Mercosul e dos Emirados Árabes Unidos se reuniram em Assunção, entre os dias 2 e 4 de julho, e formalizaram  o...
jul 12 2024

Receita Federal aprimora Programa OEA-Integrado para facilitar operações internacionais

A Receita Federal do Brasil (RFB) publicou a Portaria RFB nº 435, de 2 de julho de 2024, que estabelece novas regras para a participação de órgãos e...
jul 11 2024

Brasil e Palestina firmam acordo de livre comércio no âmbito do Mercosul

Em 3 de julho de 2024, o Brasil depositou sua carta de ratificação ao Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e o Estado da Palestina. A carta foi...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes