Marcon Logística Portuária

Produção agrícola do Brasil alimenta 10% do mundo, diz estudo da Embrapa

O agronegócio do Brasil é responsável pela alimentação de cerca de 800 milhões de pessoas, ou aproximadamente 10% da população global, segundo estudo divulgado nesta quinta-feira pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que mediu dados a partir da produção básica de grãos e oleaginosas do país.

De acordo com os responsáveis pela pesquisa, Elisio Contini e Adalberto Aragão, a cifra obtida leva em conta que os grãos e oleaginosas são a base da alimentação humana –para consumo direto, de alimentos processados ou como insumo para ração para a produção de carnes.

“Em termos de pessoas alimentadas (pelo Brasil), em manifestações de autoridades e trabalhos técnicos os números variavam de 1 bilhão a 1,5 bilhão de pessoas. Decidimos checar estes números, partindo da produção de grãos e oleaginosas do Brasil em relação à mundial”, disse Contini em nota.

Os autores consideraram duas perspectivas para o resultado: uma, que leva em conta a produção física de grãos, indicou o Brasil como responsável pela alimentação de cerca de 637 milhões de pessoas em 2020. Outra, que agrega à produção física seu respectivo valor monetário, aponta para 772,600 milhões de pessoas alimentadas pela produção local no ano passado.

Contini e Aragão consideram o segundo resultado como o mais próximo da resposta exata, já que ele leva em conta a multiplicação dos preços internacionais dos produtos, medidos pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), pela produção de grãos local.

Os resultados, conforme variação dos preços e safras, flutuam de acordo com o ano estudado –em 2019, outro período considerado pelo trabalho, o cálculo da população alimentada pelo Brasil chegava a 809,472 milhões, devido aos preços.

“Assim, pode-se afirmar que ao redor de 800 milhões de pessoas são alimentadas pelo Brasil, incluindo a população brasileira”, concluíram os autores, que citam ainda a população global em torno de 7,76 bilhões de pessoas em 2020.

Além da nova medição, o estudo também apontou que a participação do Brasil no mercado mundial de alimentos saltou de 20,6 bilhões de dólares para cerca de 100 bilhões de dólares nos últimos dez anos, com destaque para carne, soja, milho, algodão e produtos florestais.

Os cálculos mostraram ainda que a participação do Brasil na produção mundial de grãos cresceu de 6% em 2011 para 8% em 2020, segundo a Embrapa, com a agropecuária nacional avançando na esteira da forte demanda da China, principal compradora de soja e carnes do Brasil.

Segundo estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Brasil deve produzir uma safra recorde de 268,3 milhões de toneladas de grãos em 2020/21, alta de 4,4% na comparação anual.

 

Fonte: Reuters / Terra

}

03.11.2021

Em Destaque

Relacionados

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

maio 23 2024

Agronegócio bate recorde de exportações em abril, com US$ 15,24 bilhões

Com valor recorde, as vendas externas brasileiras de produtos do agronegócio foram de US$ 15,24 bilhões em abril de 2024, um valor 3,9% superior na...
maio 22 2024

MDIC lança manual sobre Regras de Origem para importações

A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex-MDIC) lançou na terça-feira (14/5) um...
maio 21 2024

Sem impacto do RS, Conab reduz projeção para safra de grãos 2023/24

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reduziu novamente a estimativa para a produção brasileira total de grãos na safra de 2023/2024, que...
maio 20 2024

Balança comercial brasileira registra superávit de US$ 3,2 bi nas primeiras semanas de maio

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 3,205 bilhões nas duas primeiras semanas de maio, período com sete dias úteis. O valor...
maio 17 2024

Lula quer desdolarização proposta pela China, mas comércio exterior do Brasil é dominado pelo dólar

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está engajado nas tratativas do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)...
maio 16 2024

Governo Federal publica medida que autoriza importação de arroz

Para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes das enchentes no estado do Rio Grande do Sul, o Governo Federal publicou...
maio 15 2024

Com US$ 7,47 bilhões, Paraná bate recorde de exportações para um 1º quadrimestre

As exportações do Paraná no primeiro quadrimestre de 2024 bateram recorde para o período, somando US$ 7,47 bilhões. Melhor resultado da série...
maio 14 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 9,041 bilhões em abril

Apesar da queda de preços da soja, do ferro e do petróleo, o superávit da balança comercial subiu em abril. No mês passado, o país exportou US$...
maio 13 2024

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber...
maio 10 2024

Brasil foi 2º principal destino de investimento estrangeiro em 2023, diz OCDE

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) recém-divulgado revela que o Brasil foi o segundo principal destino de...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes