Marcon Logística Portuária

Portos do Paraná reforça o compromisso com a saúde do trabalhador

Um ano após os primeiros casos confirmados de COVID-19 no Estado, a Portos do Paraná reuniu nesta sexta-feira (12), representantes dos principais sindicatos da atividade portuária e reafirmou seu compromisso com a saúde e segurança de todos os trabalhadores. Além do investimento em equipes de saúde 24 horas, disponibilização de álcool em gel, torneiras e sabonete líquidos, entre outros, a empresa pública também está empenhada na vacinação prioritária da categoria, que atua numa atividade essencial e que não parou durante a pandemia.

“Os Portos de Paranaguá e Antonina são os mais eficientes do Brasil por conta de muita tecnologia, investimento, mas essencialmente da competência dos trabalhadores. Eles têm enfrentado a pandemia com muita dedicação e não deixam o Porto parar. Os insumos para a vacina, alimentos e peças chegam e saem pelos Portos do Paraná e são os trabalhadores responsáveis por colocar e tirar essa carga dos navios, então precisamos ter um cuidado especial”, destacou André Pioli, diretor de Desenvolvimento Empresarial.

De acordo com ele, todas as reivindicações colocadas na mesa foram registradas e terão soluções analisadas pela Portos do Paraná, mas a grande preocupação fica por conta da vacinação. “Nós sabemos que os portuários estão numa lista de prioridades, porém a vacina está chegando com uma dificuldade muito grande para atender a todos os grupos prioritários e, tão logo cheguem, todos serão vacinados”, apontou o dirigente.

Segundo o secretário do Trabalho e Assuntos Sindicais da Prefeitura de Paranaguá e também estivador, João Antônio Lozano Batista, o aumento dos casos de COVID-19 preocupa os trabalhadores. “Sabemos que a renda da cidade de Paranaguá depende muito do Porto e nós, como categorias essenciais, viemos fazer reivindicações sobre a pandemia para que tenha algumas melhorias porque, com a nova onda da COVID, a gente se preocupa muito”, justificou.

Além da questão da vacina, os sindicatos também pediram a instalação de banheiros químicos, quando houver operações especiais, e mais segurança no trabalho. “Essa reunião foi importante com a diretoria atendendo algumas reivindicações, ouvindo e trazendo algumas respostas e, nós como diretoria, viemos trazer algumas demandas do trabalhador”, analisou Oziel Felisbino, presidente do Sindicato dos Arrumadores.

De acordo com o diretor de Operações Portuárias Luiz Teixeira da Silva Júnior todos os pedidos serão estudados.

Também estiveram presentes representantes do Sindicato dos Transportadores Autônomos, da Copadubo, Sindicato do Bloco, Sindicato dos Conferentes, Sindicato dos Conferentes, Sindicato dos Estivadores, Sindicato dos Trabalhadores da Portos do Paraná, Sindicato dos Vigias, Sindicato dos Arrumadores, Federação Nacional dos Estivadores e o vereador Ezequias Maré Rederd.

 

Fonte: Portos do Paraná

}

03.25.2021

Em Destaque

Relacionados

Portos do Paraná e de Santos assinam carta de intenções

Os dois maiores portos do Brasil assinaram, nesta quinta-feira (11), uma carta de intenções com o objetivo de desenvolver acordos de cooperação técnica mútua. O diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, o presidente da Autoridade Portuária de...

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

abr 19 2024

Brasil pode chegar a US$ 1 tri de comércio exterior em 10 anos

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta sexta-feira (12), que é possível o Brasil chegar a US$ 1 trilhão de fluxo de...
abr 18 2024

Empresas no Paraná garantem R$ 468 milhões do BNDES para exportação

Empresas no Paraná realizaram quatro operações com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiamento de exportações...
abr 17 2024

Portos do Paraná e de Santos assinam carta de intenções

Os dois maiores portos do Brasil assinaram, nesta quinta-feira (11), uma carta de intenções com o objetivo de desenvolver acordos de cooperação...
abr 16 2024

OMC prevê que comércio global vai se recuperar de forma lenta, porém constante

O comércio global de mercadorias deve se recuperar neste ano, porém de forma mais lenta do que o esperado anteriormente, depois de apenas seu...
abr 15 2024

Com US$ 5,4 bilhões no 1º trimestre, Paraná segue como maior exportador do Sul

As exportações do Paraná somaram US$ 5,42 bilhões no 1º trimestre do ano, um acréscimo de 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 5,2...
abr 12 2024

Chanceler argentina vê progresso em acordo Mercosul-UE, apesar de “mal-entendidos”

A ministra das Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto da Argentina, Diana Mondino, afirmou na sexta-feira que as negociações sobre o...
abr 11 2024

Ministério revisa para baixo projeção de superávit comercial

A queda no preço de mercadorias, principalmente dos bens agropecuários, fez o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC)...
abr 10 2024

Exportação por empresas em 2023 teve forte concentração nos estados do Sul-Sudeste

As regiões Norte e Centro Oeste foram as que tiveram o maior aumento percentual de novas empresas brasileiras exportadoras em 2023, segundo estudo...
abr 09 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 7,482 bilhões em março

A queda de preços da soja e do petróleo e o feriado de Semana Santa fizeram o superávit da balança comercial cair em março. No mês passado, o país...
abr 08 2024

Porto de Paranaguá recebe maior navio da história do Paraná em capacidade

O navio porta-contêineres MSC C. Montaine, que atracou neste domingo (31) no Porto de Paranaguá, conquistou o título de maior embarcação em...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes