Marcon Logística Portuária

Portos do Paraná é exemplo em desenvolvimento ambiental

Além do Índice de Gestão Ambiental, da Antaq, o reconhecimento veio das duas últimas Conferências do Clima, realizadas pela ONU, em que o Porto de Paranaguá foi a única autoridade portuária a participar.

Com mais de 20 programas permanentes, os portos paranaenses se posicionaram em 2021 entre terminais públicos de grande porte com melhor índice de desenvolvimento ambiental do Brasil. Além de ter uma diretoria específica para tratar o tema, com biólogos e engenheiros ambientais no quadro fixo, a autoridade portuária conta com uma empresa contratada exclusivamente para as ações de meio ambiente.

Nos últimos anos, os portos de Paranaguá e Antonina cresceram em movimentação de cargas e em cuidados com a natureza. A evolução fez com que o Porto de Paranaguá fosse reconhecido, ano a ano, pelas ações executadas. Além do Índice de Gestão Ambiental, da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), o reconhecimento veio das duas últimas Conferências do Clima, evento realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2019 e 2021, em que o Porto de Paranaguá foi a única autoridade portuária a participar.

São 20 colaboradores permanentes, em Paranaguá, e mais 50 profissionais especializados. “O desenvolvimento sustentável é possível e o Paraná tem provado isso ao longo do tempo. A cada ano, nossas atividades mostram a importância de investir em programas para proteger nossa baía e conscientizar as gerações futuras”, explica o diretor de Meio Ambiente da empresa pública Portos do Paraná, João Paulo Ribeiro Santana.

AÇÕES – Os programas ambientais são classificados em três meios de atuação: físico, biótico e socioeconômico. No mar, foram 1.358 verificações documentais de navios para gerenciamento da água de lastro e 12 inspeções a bordo para avaliação da salinidade da água de lastro e educação ambiental com os tripulantes.

As equipes também coletaram 344 amostras de água, em 12.384 análises de parâmetros feitas. Do fundo das baías de Paranaguá e Antonina foram retiradas 92 amostras de sedimentos, resultando em mais de 3.404 mil parâmetros analisados.

Em terra, as equipes fizeram mais de 500 medições da qualidade de fumaça expelida por caminhões e outras máquinas. Além disso, a qualidade do ar foi monitorada durante 138 dias em 12 pontos de Paranaguá e três em Antonina. Nas avaliações de ruídos, foram 531 medições, totalizando 44 horas em 21 pontos de Paranaguá e oito pontos de Antonina.

Os resultados são expressivos, também, na comunicação com a população, com quatro campanhas promovidas: 1.120 spots de rádio, 20 campanhas publicitárias em jornais de grande circulação local e a divulgação de 25 outdoors sobre os programas ambientais da Portos do Paraná.

AÇÕES EDUCATIVAS – Com os trabalhadores dos portos, ocorreram 24 treinamentos sobre resíduos sólidos, totalizando a participação de 257 funcionários.

Foram colocadas em prática cinco linhas de atuação junto às comunidades pesqueiras, com saídas regulares para ações de campo, nove projetos voltados ao desenvolvimento, ao turismo, à conservação e ao saneamento daquelas presentes na área de influência, Houve, ainda, cerca de 130 integrações do Sistema de Gestão integrado (SGI) com trabalhadores da Portos do Paraná e terceiros.

PESCADOS E MANGUEZAIS – Quase 700 desembarques pesqueiros foram monitorados continuamente em Antonina, Paranaguá e Pontal do Paraná. Na Portos do Paraná ocorreram quatro campanhas de monitoramento da vegetação dos manguezais, seguidas de 12 ações de limpeza, que envolveram em torno de 115 pessoas. Uma grande ação em Antonina contou com 48 participantes e retirou uma tonelada de resíduos dos manguezais.

No monitoramento da biota aquática, foram coletadas mais de 600 amostras nas baías de Antonina e Paranaguá.

FAUNA – A empresa pública percorreu, ao longo de 2021, cerca de 1.900 quilômetros por mar para o avistamento de botos e tartarugas, durante 24 dias de monitoramento. Com isso, foram catalogados 80 indivíduos diferentes de botos-cinzas. No ar, as equipes identificaram 81 espécies de aves, em 81 dias de atividade.

Para diminuir e controlar populações de vetores transmissores de doenças, ocorreram quatro campanhas de avaliação do nível de infestação de roedores e 24 campanhas da estimativa populacional de pombos.

RESÍDUOS SÓLIDOS –Durante os 12 meses foi prestado apoio à fiscalização da gestão de resíduos, com mais de 1.200 inspeções, além de 1.100 inspeções nos pontos de coleta seletiva, referentes às condições de segregação e armazenamento e mais de 100 inspeções de varrição mecanizada, quanto à eficiência da limpeza e condição dos equipamentos.

GESTÃO DE RISCOS – Em 2021, a Portos do Paraná formou, ainda, uma equipe permanente para Gestão de Riscos, com seis técnicos ambientais, um técnico de gerenciamento de riscos e um coordenador do PGR.

O controle ambiental é feito 24 horas por dia, incluindo domingos e feriados. Já são contabilizadas em torno de 1.000 abordagens de conscientização a aproximadamente 1.500 trabalhadores portuários, além de mais de 5.000 inspeções ambientais de operações e serviços portuários em apenas seis meses com sistemática eletrônica (App).

 

Fonte: Portos do Paraná

}

01.14.2022

Em Destaque

Relacionados

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber Furtado de Vasconcelos Neto e Caio César Farias Leôncio, e o chefe da unidade regional de Curitiba, Thiago Fernando...

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

maio 17 2024

Lula quer desdolarização proposta pela China, mas comércio exterior do Brasil é dominado pelo dólar

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está engajado nas tratativas do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)...
maio 16 2024

Governo Federal publica medida que autoriza importação de arroz

Para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes das enchentes no estado do Rio Grande do Sul, o Governo Federal publicou...
maio 15 2024

Com US$ 7,47 bilhões, Paraná bate recorde de exportações para um 1º quadrimestre

As exportações do Paraná no primeiro quadrimestre de 2024 bateram recorde para o período, somando US$ 7,47 bilhões. Melhor resultado da série...
maio 14 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 9,041 bilhões em abril

Apesar da queda de preços da soja, do ferro e do petróleo, o superávit da balança comercial subiu em abril. No mês passado, o país exportou US$...
maio 13 2024

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber...
maio 10 2024

Brasil foi 2º principal destino de investimento estrangeiro em 2023, diz OCDE

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) recém-divulgado revela que o Brasil foi o segundo principal destino de...
maio 09 2024

Política Nacional da Cultura Exportadora ganha adesão do Memp

O Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (Memp) aderiu nesta sexta-feira (3/5) à Política Nacional da Cultura...
maio 08 2024

A cada quatro dias, um novo mercado foi aberto para o agro neste ano

Os primeiros quatro meses de 2024 são os mais produtivos da história para o agronegócio brasileiro em termos de abertura de mercados internacionais....
maio 07 2024

Navio muda de nome e de tripulação após atracar no Porto de Paranaguá

O navio porta-contêineres Paris II, mudará de nome e tripulação após atracar no Porto de Paranaguá nesta terça-feira (30). A mudança acontece após a...
maio 06 2024

“Impulso das Exportações” destaca a força do comércio exterior no primeiro trimestre

Segunda edição da nova publicação da ApexBrasil destaca exportações e saldo recorde no primeiro trimestre do ano e as oportunidades para produtos...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes