Marcon Logística Portuária

Paranaguá amplia olhar para movimentação de granéis líquidos

Appa projeta que conclusão de obras de derrocagem em dezembro e licitagao da area PAR-50 vão contribuir para melhorar condição para recepção de navios de maior porte, dando mais competitividade ao porto nos próximos anos.

A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) espera concluir, antes do final do ano, as obras de derrocagem no canal de acesso ao porto. O serviço, iniciado em setembro, segue dentro do cronograma de quatro meses, quando a autoridade portuária buscará a homologação do novo patamar. Com a conclusão, Paranaguá vai aumentar o calado em urn metro, conseguindo 13,5 metros operacionais sem maré, o que possibilita a atracação de navios de maior porte. A avaliação é que essa nova condição vai contribuir para dar mais competitividade ao porto para ampliar o volume de cargas, inclusive granéis léquidos, segmento em que Paranaguá vê espaço para expandir.

A Appa aposta que os portos paranaenses podem ser alternativa economicamente viável a Santos para escoamento e importação de granéis líquidos. “Entendemos que possamos ser opção para esse granel, como logistica alternativa a Santos”, disse o diretor-presidente da Appa, Luiz Fernando Garcia da Silva. Ele reconhece que Santos tradicionalmente seja um porto especializado e competitivo nesse tipo de carga. No entanto, percebe que um eventual aumento de movimentação e gargalos em outros portos podem levar Paranaguá a ampliar as operações de granéis líquidos.

Silva destaca que os terminais especializados do Paraná vêm apresentando investimentos para ampliar a capacidade de tancagem. Um deles foi o terminal da Cattalini, corn mais de 600.000 m³ de capacidade estática e corn aportes agressivos nos últimos cinco anos. A Appa também trabalha na junção de duas áreas para serem licitadas no final deste ano, com capacidade estática de 70.000m³ a 80.000 m³, em área corn quase 100.000 m² e possibilidade de expansão. “Nesse arrendamento (PAR-50), prevemos a instalação de um segundo pier de granel líquido. Só temos um pier vinculado a esse arrendamento e colocamos a extensão para termos melhor condição operacional nesse segmento”, detalhou Silva.

A Appa tem intenção de receber navios com maiores dimensões a partir do novo arrendamento para granéis líquidos (PAR-50), que prevê a construção desse novo píer. Silva acrescentou que, nos últimos anos, o Paraguai tambem passou a olhar Paranaguá como operação possível para produtos como álcool. Tradicionalmente, o porto paraguaio utiliza hidrovias para a movimentação de cargas com Buenos Aires, na Argentina, e Montevidéu, no Uruguai. Ele também avalia que os investimentos previstos para rodovias e ferrovias no estado são bons indicativos de meihores acessos nos próximos anos. “Sentimos um movimento de ‘migração’. Isso fez com que o Paraná começasse a olhar mais para área de granéis líquidos”, revelou.

 

Fonte: Portos & Navios

}

10.05.2021

Em Destaque

Relacionados

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

maio 23 2024

Agronegócio bate recorde de exportações em abril, com US$ 15,24 bilhões

Com valor recorde, as vendas externas brasileiras de produtos do agronegócio foram de US$ 15,24 bilhões em abril de 2024, um valor 3,9% superior na...
maio 22 2024

MDIC lança manual sobre Regras de Origem para importações

A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex-MDIC) lançou na terça-feira (14/5) um...
maio 21 2024

Sem impacto do RS, Conab reduz projeção para safra de grãos 2023/24

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reduziu novamente a estimativa para a produção brasileira total de grãos na safra de 2023/2024, que...
maio 20 2024

Balança comercial brasileira registra superávit de US$ 3,2 bi nas primeiras semanas de maio

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 3,205 bilhões nas duas primeiras semanas de maio, período com sete dias úteis. O valor...
maio 17 2024

Lula quer desdolarização proposta pela China, mas comércio exterior do Brasil é dominado pelo dólar

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está engajado nas tratativas do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)...
maio 16 2024

Governo Federal publica medida que autoriza importação de arroz

Para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes das enchentes no estado do Rio Grande do Sul, o Governo Federal publicou...
maio 15 2024

Com US$ 7,47 bilhões, Paraná bate recorde de exportações para um 1º quadrimestre

As exportações do Paraná no primeiro quadrimestre de 2024 bateram recorde para o período, somando US$ 7,47 bilhões. Melhor resultado da série...
maio 14 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 9,041 bilhões em abril

Apesar da queda de preços da soja, do ferro e do petróleo, o superávit da balança comercial subiu em abril. No mês passado, o país exportou US$...
maio 13 2024

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber...
maio 10 2024

Brasil foi 2º principal destino de investimento estrangeiro em 2023, diz OCDE

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) recém-divulgado revela que o Brasil foi o segundo principal destino de...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes