Marcon Logística Portuária

OMC prevê que comércio global vai se recuperar de forma lenta, porém constante

O comércio global de mercadorias deve se recuperar neste ano, porém de forma mais lenta do que o esperado anteriormente, depois de apenas seu terceiro declínio em 30 anos em 2023, disse a Organização Mundial do Comércio (OMC) nesta quarta-feira (10).

O órgão sediado em Genebra disse que o abrandamento das pressões inflacionárias deve ajudar o volume do comércio de mercadorias a aumentar 2,6% em 2024 e 3,3% em 2025, após um declínio de 1,2% no ano passado. A OMC havia previsto anteriormente uma alta de 3,3% em 2024.

Ao mesmo tempo, a OMC alertou sobre os riscos da fragmentação do comércio devido às tensões geopolíticas, ao aumento do protecionismo e ao agravamento da crise no Oriente Médio, em que os ataques a navios comerciais no Mar Vermelho já têm desviado o comércio entre Europa e Ásia.

Antes do ano passado, o comércio global só havia caído em dois anos desde que a OMC foi criada em 1995. O comércio global caiu 5% durante a pandemia em 2020 e mais de 12% durante a crise financeira global de 2009.

Em 2023, a demanda de importação foi particularmente fraca na Europa, onde o impacto dos preços mais altos de energia e da inflação foi mais intenso.

A OMC disse que os riscos para sua previsão de 2024 estavam inclinados para o lado negativo, com seu intervalo de previsão sendo de queda de 1,6% a alta de 5,8%.

O economista-chefe da OMC, Ralph Ossa, disse que há evidências de fragmentação do comércio, mas não de desglobalização, com o comércio continuando a crescer, mas a um ritmo mais lento do que na década de 1990.

A OMC estimou anteriormente que uma dissociação total do mundo em blocos geopolíticos poderia reduzir o PIB global em 5%.

No Mar Vermelho, por onde normalmente passam 12% do comércio global, a OMC disse que o transporte marítimo foi reduzido, mas não interrompido, e as taxas de frete marítimo estão contidas.

Ossa disse que a situação precisa ser monitorada de perto, acrescentando que o risco de picos nos preços do petróleo decorrentes de uma escalada da crise no Oriente Médio provavelmente seria mais significativo do que a própria interrupção do Canal de Suez.

 

Fonte: InfoMoney

}

04.16.2024

Em Destaque

Relacionados

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

maio 17 2024

Lula quer desdolarização proposta pela China, mas comércio exterior do Brasil é dominado pelo dólar

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está engajado nas tratativas do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)...
maio 16 2024

Governo Federal publica medida que autoriza importação de arroz

Para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes das enchentes no estado do Rio Grande do Sul, o Governo Federal publicou...
maio 15 2024

Com US$ 7,47 bilhões, Paraná bate recorde de exportações para um 1º quadrimestre

As exportações do Paraná no primeiro quadrimestre de 2024 bateram recorde para o período, somando US$ 7,47 bilhões. Melhor resultado da série...
maio 14 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 9,041 bilhões em abril

Apesar da queda de preços da soja, do ferro e do petróleo, o superávit da balança comercial subiu em abril. No mês passado, o país exportou US$...
maio 13 2024

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber...
maio 10 2024

Brasil foi 2º principal destino de investimento estrangeiro em 2023, diz OCDE

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) recém-divulgado revela que o Brasil foi o segundo principal destino de...
maio 09 2024

Política Nacional da Cultura Exportadora ganha adesão do Memp

O Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (Memp) aderiu nesta sexta-feira (3/5) à Política Nacional da Cultura...
maio 08 2024

A cada quatro dias, um novo mercado foi aberto para o agro neste ano

Os primeiros quatro meses de 2024 são os mais produtivos da história para o agronegócio brasileiro em termos de abertura de mercados internacionais....
maio 07 2024

Navio muda de nome e de tripulação após atracar no Porto de Paranaguá

O navio porta-contêineres Paris II, mudará de nome e tripulação após atracar no Porto de Paranaguá nesta terça-feira (30). A mudança acontece após a...
maio 06 2024

“Impulso das Exportações” destaca a força do comércio exterior no primeiro trimestre

Segunda edição da nova publicação da ApexBrasil destaca exportações e saldo recorde no primeiro trimestre do ano e as oportunidades para produtos...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes