Marcon Logística Portuária

Mulheres ocupam cada vez mais espaço nos Portos do Paraná

Nos portos do Paraná, mulheres ocupam cada vez mais espaço. Elas são destaque na logística, em postos técnicos e operacionais, em mar ou no cais. A presença feminina cresceu na empresa pública que administra os portos de Paranaguá e Antonina e nas empresas que operam ou prestam serviço nos terminais paranaenses.

“Elas estão na praticagem, no OGMO, nos caminhões, nos rebocadores e na mecânica dos grandes equipamentos. Não víamos essa presença tão forte, nos portos, há algum tempo atrás”, comenta o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Na autoridade portuária, dos 521 colaboradores – elas somam 73. A maioria, 36, tem idade entre 20 e 35 anos. Outras 23 mulheres têm entre 36 e 50 anos; dez, 51 a 65 anos; e quatro têm idade superior a 66 anos.

ESCOLARIDADE – Todas as mulheres da empresa pública têm escolaridade acima do Ensino Médio. Enquanto 51% dos homens têm ensino superior completo; entre as mulheres esse percentual sobe para 68%. Os colaboradores, homens, que têm pós-graduação, mestrado ou doutorado somam apenas 4%. Já entre as mulheres, 22% são pós-graduadas, mestres ou doutoras.

FUNÇÕES – Entre as funções ocupadas pelos homens, 72% atuam como técnicos ou operacionais; 7% como supervisores ou assessores; e 19% em cargos de gerência e coordenação.

Já entre as mulheres, 64% atuam como técnicas e operacionais; 12% em função de supervisão e assessoria; e 23% estão como coordenadoras ou gerentes.

HISTÓRIA: Um marco no avanço da presença feminina nos portos paranaenses foi a nomeação da primeira diretora técnica, mulher, em portos brasileiros, em 2004. A engenheira Maria Manuela da Encarnação Oliveira, de 71 anos, ainda está na ativa e hoje integra a na Diretoria de Meio Ambiente.

“Para mim foi uma grande alegria, me satisfaz e me dá muito orgulho”, revela Manuela. Ela entrou no porto de 1987. É formada em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa. Pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), se especializou em Portos e Hidrovias, e posteriormente, na Espanha, fez especialização em “Puertos, Camiños y Canales”, de 1984 a 1985, com “Prácticas en Obras y Explotación Portuária” na “Junta Del Puerto de Tarragona”, Catalunha.

A portuária ainda é Pós-Graduada em Segurança pela “Escola Superior de Guerra”, do Brasil, com Honra ao Mérito, engenheira de Portos e Vias Navegáveis, pelo sistema Portobrás; em Transportes Aquaviários, pela Universidade Fluminense; e em Gestão Sócio-Ambiental Portuária, pela UNIBEM/PR, onde publicou trabalho sobre “A Dragagem no Brasil versus Descontinuidade Política”.

Na Portos do Paraná ela já exerceu vários cargos, entre os quais, foi chefe da Divisão de Operação Portuária, da Divisão de Engenharia e do Pátio de Contêineres Público, à época, antes de ter sido diretora.

“Fui convidada a ingressar no porto porque, na época, não havia, no sistema, ninguém com a minha especialização. O porto é a minha vida, é o que o eu gosto de fazer”, comenta Manuela.

Segundo a engenheira, não foi fácil conquistar o respeito que hoje ela tem. Por isso, ela comemora as conquistas das mulheres da área. “Cada vez mais a mulher está ocupando o seu espaço. O que interessa não é o gênero, mas a qualidade do trabalho. As funções que essas mulheres hoje ocupam, nos portos, são extremamente importante para o país”, comenta.

 

Fonte: Portos do Paraná

}

03.16.2021

Em Destaque

Relacionados

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber Furtado de Vasconcelos Neto e Caio César Farias Leôncio, e o chefe da unidade regional de Curitiba, Thiago Fernando...

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

maio 21 2024

Sem impacto do RS, Conab reduz projeção para safra de grãos 2023/24

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reduziu novamente a estimativa para a produção brasileira total de grãos na safra de 2023/2024, que...
maio 20 2024

Balança comercial brasileira registra superávit de US$ 3,2 bi nas primeiras semanas de maio

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 3,205 bilhões nas duas primeiras semanas de maio, período com sete dias úteis. O valor...
maio 17 2024

Lula quer desdolarização proposta pela China, mas comércio exterior do Brasil é dominado pelo dólar

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está engajado nas tratativas do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)...
maio 16 2024

Governo Federal publica medida que autoriza importação de arroz

Para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes das enchentes no estado do Rio Grande do Sul, o Governo Federal publicou...
maio 15 2024

Com US$ 7,47 bilhões, Paraná bate recorde de exportações para um 1º quadrimestre

As exportações do Paraná no primeiro quadrimestre de 2024 bateram recorde para o período, somando US$ 7,47 bilhões. Melhor resultado da série...
maio 14 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 9,041 bilhões em abril

Apesar da queda de preços da soja, do ferro e do petróleo, o superávit da balança comercial subiu em abril. No mês passado, o país exportou US$...
maio 13 2024

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber...
maio 10 2024

Brasil foi 2º principal destino de investimento estrangeiro em 2023, diz OCDE

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) recém-divulgado revela que o Brasil foi o segundo principal destino de...
maio 09 2024

Política Nacional da Cultura Exportadora ganha adesão do Memp

O Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (Memp) aderiu nesta sexta-feira (3/5) à Política Nacional da Cultura...
maio 08 2024

A cada quatro dias, um novo mercado foi aberto para o agro neste ano

Os primeiros quatro meses de 2024 são os mais produtivos da história para o agronegócio brasileiro em termos de abertura de mercados internacionais....

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes