Marcon Logística Portuária

Movimento mensal dos Portos registra alta de 28% em setembro

Segue crescente o volume de cargas movimentado pelos portos paranaenses em 2020. Comparando os meses de setembro, deste e do ano passado, o acréscimo registrado passa dos 28%. No último mês, 5,26 milhões de toneladas foram embarcadas e desembarcadas no Estado. Nos mesmos 30 dias, em 2019, o volume das operações foi de cerca de 4,1 milhões de toneladas.

No acumulado do ano, de janeiro a setembro, o aumento registrado é de 11% em relação ao mesmo período em 2019. Neste ano, 43,9 milhões de toneladas foram importadas e exportadas pelos terminais do Paraná. No ano passado, nos noves meses, 39,7 milhões de toneladas.

“Este 2020 está sendo um ano de muitos desafios, mas estes estão sendo superados com muito esforço não apenas da empresa pública, mas de toda a comunidade portuária”, afirma o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia. “Os resultados que estamos alcançando, mês a mês, é fruto de um trabalho que está sendo pautado na sinergia entre os diversos atores, na otimização das regras e ajustes operacionais e, obviamente, nas recentes obras e investimentos”, acrescenta.

Ao se referir à campanha de dragagem em andamento, uma das maiores que os portos já tiveram, e à inauguração das expansão e modernização à oeste do cais do Porto de Paranaguá, Garcia afirma que o foco, este ano, tem sido na atenção total aos usuários do porto paranaense.

Segundo Garcia, os esforços são em manter a infraestrutura pronta e adequada para atender a demanda de todos os setores, em especial o Agronegócio. “Trabalhamos para que os exportadores do nosso agronegócio não encontrem nenhum gargalo, nenhum obstáculo”.

GRANEIS – Em maior percentual de aumento, 11% nos noves meses do ano, o segmento dos granéis sólidos, de importação e exportação, é o que movimenta mais. Este ano, são 29,15 milhões de toneladas de cargas frente às 26,2 milhões de toneladas registradas no ano passado.

Soja, farelo de soja e açúcar – estes últimos, se destacando também no Porto de Antonina, não apenas em Paranaguá – são os produtos que registram maiores altas na exportação.

PRODUTOS – Cerca de 13,2 milhões de toneladas de soja (grão) foram embarcadas no Porto de Paranaguá, este ano, até setembro. Comparado às 8,4 milhões de toneladas embarcadas no período, em 2019, o aumento registrado chega a 58%.

Nos embarques do farelo, a alta na comparação dos nove meses de 2020 com 2019 é de 14%. Este ano, 4,46 milhões de toneladas do produto foram movimentadas; no ano passado, 3,9 milhões. Nesses totais também estão contabilizados os volumes exportados pelo Porto de Antonina. Por lá, foram embarcadas 233.750 toneladas de farelo de soja. Este ano 21% a mais que no ano passado, com 193.856 toneladas.

Somando o açúcar embarcado a granel e o que deixa os portos paraenses em sacas, já são 3,11 milhões de toneladas exportadas neste ano. Comparado às 1,79 milhão de toneladas registradas em 2019, o aumento é de 73%.

Desse volume, 73.196 toneladas foram movimentadas no Porto de Antonina; 50% a mais que as 48.919 toneladas de açúcar exportada por lá, de janeiro a setembro do ano passado.

Ainda no mesmo segmento, mas na importação, o produto mais movimentado e que registra o maior percentual de aumento é o adubo. No acumulado deste ano, foram cerca de 7,2 milhões de toneladas importadas, 6% a mais que as 6,78 toneladas descarregadas em 2019 no período.

OUTROS SEGMENTOS – O segundo segmento que mais movimenta cargas nos portos do Paraná é o da Carga Geral. Neste, mais de 9,1 milhões de toneladas de produtos já chegaram ou deixaram o país pelos terminais portuários do Estado. O volume é 9% maior que o registrado em 2019; 8,35 milhões de toneladas.

O aumento registrado nas movimentações dos granéis líquidos é de 7%. Este ano, cerca de 5,55 milhões de toneladas já passaram pelo Porto de Paranaguá. Em 2019, nos noves meses, foram 5,19 milhões de toneladas. Destaque para o aumento de 23% registrado nas exportações de óleo de soja. Este ano foram 748.471 toneladas embarcadas do produto. Em 2019, 609.687 toneladas.

CONTÊINERES – Também houve alta nas importações e exportações de contêineres. Este ano, foram 675.808 TEUs movimentados de janeiro a setembro – 4% a mais que as 649.531 unidades (equivalentes a 20 pés) registradas no período de 2019.

No segmento, as exportações das carnes – que estão entre os principais produtos embarcados nos contêineres – se destacam. O volume de carne suína embarcado este ano, de janeiro a setembro, está 40% maior, com cerca de 70 mil toneladas. Em 2019 foram 50 mil toneladas. Esse último dado é do Ministério da Economia (Comex Stat).

A carne bovina registra aumento de 37% nas exportações pelo Porto de Paranaguá. Este ano, 297.067 toneladas do produto foram exportadas. Em 2019, 217.303.

As exportações de frango – com 1,5 milhão de toneladas – e de peixe e crustáceos – com cerca de 39,5 mil toneladas – permaneceram quase iguais na comparação dos períodos.

PARTICIPAÇÃO –  Das 43,9 milhões de toneladas movimentadas, este ano, até agora 28,8 milhões são de cargas de exportação (volume 15% maior que as exportações de 2019, no mesmo período). As outras 15,1 milhões de toneladas são de importação (que registra alta de 3% em relação ao volume desembarcado no ano passado).

 

Fonte: Portos do Paraná

}

10.16.2020

Em Destaque

Relacionados

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber Furtado de Vasconcelos Neto e Caio César Farias Leôncio, e o chefe da unidade regional de Curitiba, Thiago Fernando...

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

maio 17 2024

Lula quer desdolarização proposta pela China, mas comércio exterior do Brasil é dominado pelo dólar

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está engajado nas tratativas do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)...
maio 16 2024

Governo Federal publica medida que autoriza importação de arroz

Para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes das enchentes no estado do Rio Grande do Sul, o Governo Federal publicou...
maio 15 2024

Com US$ 7,47 bilhões, Paraná bate recorde de exportações para um 1º quadrimestre

As exportações do Paraná no primeiro quadrimestre de 2024 bateram recorde para o período, somando US$ 7,47 bilhões. Melhor resultado da série...
maio 14 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 9,041 bilhões em abril

Apesar da queda de preços da soja, do ferro e do petróleo, o superávit da balança comercial subiu em abril. No mês passado, o país exportou US$...
maio 13 2024

ANTAQ visita os portos de Paranaguá e Antonina

A Portos do Paraná recebeu a visita da comitiva da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (ANTAQ), nesta terça-feira (07). Os diretores, Alber...
maio 10 2024

Brasil foi 2º principal destino de investimento estrangeiro em 2023, diz OCDE

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) recém-divulgado revela que o Brasil foi o segundo principal destino de...
maio 09 2024

Política Nacional da Cultura Exportadora ganha adesão do Memp

O Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (Memp) aderiu nesta sexta-feira (3/5) à Política Nacional da Cultura...
maio 08 2024

A cada quatro dias, um novo mercado foi aberto para o agro neste ano

Os primeiros quatro meses de 2024 são os mais produtivos da história para o agronegócio brasileiro em termos de abertura de mercados internacionais....
maio 07 2024

Navio muda de nome e de tripulação após atracar no Porto de Paranaguá

O navio porta-contêineres Paris II, mudará de nome e tripulação após atracar no Porto de Paranaguá nesta terça-feira (30). A mudança acontece após a...
maio 06 2024

“Impulso das Exportações” destaca a força do comércio exterior no primeiro trimestre

Segunda edição da nova publicação da ApexBrasil destaca exportações e saldo recorde no primeiro trimestre do ano e as oportunidades para produtos...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes