Das 53.054.946 toneladas movimentadas de janeiro a novembro deste ano, 20,1% foram por ferrovia. Esse percentual é equivalente a 10.669.705 toneladas de mercadorias, de diversos segmentos, movimentadas pelo modal

A chegada e saída de produtos em vagões, nos portos do Paraná, segue em alta. Das 53.054.946 toneladas movimentadas de janeiro a novembro deste ano, 20,1% foram por ferrovia. Esse percentual é equivalente a 10.669.705 toneladas de mercadorias, de diversos segmentos, movimentadas pelo modal.

Do restante, 40.927.435 toneladas de cargas foram transportadas em caminhões (77,1%) e 1.457.806 toneladas de líquidos (2,7%), pelos oleodutos. Apesar do volume de cargas movimentado nesses onze meses estar 1% menor, como mostra o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, a participação dos dois modais alternativos ao rodoviário está maior.

“Este, consequentemente, está cada vez mais diluído. Estamos caminhando para um maior equilíbrio nas matrizes de transporte nos Portos do Paraná”, afirma. Ainda segundo Garcia, “os projetos lançados pelo Governo do Estado, especialmente o projeto Cais Leste, ‘moegão’, e da Nova Ferroeste, têm incentivado os terminais e operadores também ampliarem a capacidade ferroviária”.

No ano passado, das 53.526.635 toneladas de cargas movimentadas de janeiro a novembro, 81,6% (43.703.550 toneladas) chegaram ou saíram por rodovias; 16,9% (9.025.283 toneladas), pela ferrovia; e 1,5% (797.803 toneladas), pelo duto.

Essa alta na participação do modal ferroviária foi observada, principalmente, no transporte de soja, farelos, fertilizantes, derivados de petróleo, das cargas em contêineres, do trigo e do açúcar.

EVOLUÇÃO – Considerando a movimentação de cargas pelo modal ferroviário nos últimos anos, nos portos do Paraná, o volume vinha aumentando de 2016 (8.517.933 t), 2017 (9.994.352 toneladas), até 2018, quando chegou a 10.342.648 toneladas, 19,5% do total movimentada naquele ano (2018). Em 2019, o volume de carga em vagões voltou a cair para 8.803.544 toneladas, 16,5% do total que chegou ou saiu dos terminais paranaenses no penúltimo ano. Em 2020, porém, a participação do modal voltou a subir, chegando a 17,3% do total movimentado no ano passado. Foram 9.908.970 toneladas carregadas ou descarregadas nos trilhos.

“Neste ano, apesar de não termos fechado 2021 ainda, já movimentamos mais, pela rodovia, do que jamais havíamos registrado até hoje, em volume”, diz o diretor-presidente da Portos do Paraná.

Confira a tabela:

Veja o gráfico da evolução anual:

Fonte: Portos do Paraná