Marcon Logística Portuária

Lado Oeste do Porto de Paranaguá recebe investimentos públicos e privados

O lado Oeste do Porto de Paranaguá se desenvolve com obras e investimentos públicos e privados. O silinho, estrutura obsoleta, está totalmente demolido, um novo terminal de celulose está quase pronto e a nova estrutura de carregamento de granéis por esteiras transportadoras, também. Essa ponta da faixa portuária se desenvolve para atender a demanda do mercado e gerar emprego e mais renda para a região.

Por muito tempo, o lado Oeste do porto ficou esquecido, lembra Luiz Fernando Garcia, diretor-presidente da Portos do Paraná. Segundo ele, as ações e atenções eram voltadas para o lado Leste, onde fica o Corredor de Exportação. “Desde o início da atual gestão voltamos nossos olhares para o outro lado”, afirma Garcia.

Primeiro, houve o repotenciamento e a ampliação do berço 201. Na sequência, foi licitada em leilão a área, hoje ocupada pela Klabin. Veio, ainda, a demolição de estruturas que não eram mais compatíveis com a produtividade e eficiência atuais do porto. “Temos ainda o crescimento de dois novos terminais a Oeste. Enfim, é uma nova realidade, o porto sendo colocado em sua plena capacidade para atender essa demanda cada vez mais crescente”, afirma o diretor-presidente.

OBRAS – O silo vertical localizado no lado Oeste do cais, conhecido como silinho, foi construído em 1973, ficava em área nobre de mais 2 mil metros quadrados, estava obsoleto, em desuso desde 2009. Luiz Fernando Garcia explica que o local dará espaço para ampliação da capacidade operacional do porto. Um investimento de R$ 3,47 milhões.

A nova estrutura de carregamento de granéis por esteiras transportadoras é um investimento privado da empresa Paraná Operações Portuárias (Pasa). Nessa primeira fase do projeto de expansão, que deve ser concluída até fevereiro de 2022, a empresa constrói uma nova linha de embarque e pretende instalar um novo shiploader, para movimentar até 2,5 mil toneladas/hora.

A segunda fase, para o próximo ano, prevê a edificação de um novo armazém com capacidade para 60 mil toneladas de açúcar ou de 45 mil toneladas de outros granéis sólidos. No total, serão R$ 117,7 milhões de investimentos que devem aumentar a capacidade do terminal, passando de 3,6 milhões de toneladas/ano, para 6,7 milhões de toneladas/ano.

CRESCIMENTO ORDENADO – Sandro Ávila, diretor de Planejamento Operacional, Logística e Suprimentos da Klabin, explica que a empresa está finalizando o terminal de celulose a Oeste da Faixa portuária, um investimento de mais de R $120 milhões. Ele destaca a harmonia com que a transformação vem acontecendo, com três obras ocorrem ao mesmo tempo.

A nova estrutura de transporte dos granéis da Pasa, por exemplo, passa por dentro do terminal da Klabin. “É um trabalho em harmonia muito grande com a comunidade portuária, principalmente com a Portos do Paraná. A administração sempre nos deu muito apoio na harmonização de todos os entes de coalizão, que exploram o porto”, afirma.

Ainda segundo Ávila, a rede de apoio se formou, também, entre as equipes de engenharias das obras, inclusive das outras empresas.  “Um fato importante é a compatibilização das obras como a nossa empresa parceira, a Pasa, que também está desenvolvendo uma ampliação, e comunga do mesmo espaço”, conta.

Ávila lembra, ainda, que o apoio da autoridade portuária com a agilidade na demolição do silinho, também foi fundamental. “Era uma obra da qual dependia para fazermos esse terminal. Foi um processo também que andou muito rápido, com uma capacidade e eficiência muito grande de demolição”, completa.

 

Fonte: Portos do Paraná

}

04.26.2022

Em Destaque

Relacionados

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

jun 18 2024

Paraná exporta US$ 9,52 bilhões nos cinco primeiros meses de 2024

As exportações paranaenses somaram US$ 9,52 bilhões (R$ 51 bilhões na cotação atual) entre janeiro a maio de 2024, consolidando o Estado como o...
jun 17 2024

Portos do Paraná estreita ligação com dirigentes e investidores espanhóis

Empresa pública participou de intercâmbio no país europeu que contou com jornadas empresariais e visitas a instalações portuárias em Madri, Valência...
jun 14 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 8,534 bi em maio

A queda de preços da soja e do minério de ferro fez o superávit da balança comercial cair em maio. No mês passado, o país exportou US$ 8,534 bilhões...
jun 13 2024

Argentina suspende antidumping sobre exportações brasileiras de talheres de aço inoxidável com cabo de madeira ou plástico

O governo do Brasil recebeu com satisfação a decisão do governo da República Argentina de suspender a medida antidumping aplicada às exportações...
jun 12 2024

Volume de soja exportada cai 13,6% em maio, e envios de carne bovina sobem 26%

O Brasil exportou 13,450 milhões de toneladas de soja em grão em maio, 13,69% a menos do que os 15,584 milhões de toneladas de igual período de...
jun 11 2024

Brasil faz acordo com China que pode aumentar exportação de café

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, assinou nesta quarta-feira (5)...
jun 10 2024

Brasil usa presidência do G20 para propor mudanças nas regras do comércio agrícola entre países

Nas discussões do G20, o grupo que reúne as maiores economias do mundo, o Brasil tem proposto ajustes no equilíbrio entre a expansão do comércio...
jun 07 2024

Mapa encerra maio com recorde histórico de aberturas de mercados para o mês

O mês de maio deste ano se encerra como o melhor maio da série histórica em termos de novos acordos comerciais no mercado mundial para produtos do...
jun 06 2024

Exportações do Brasil para os EUA superam os 12 bilhões de dólares no ano

O governo realizou, nesta semana, um seminário para marcar os “200 anos de amizade Brasil-Estados Unidos”. No encontro, a secretária de Comércio...
jun 05 2024

Com evolução de 34%, Paraná deve colher 646 mil toneladas de feijão em 2024

As condições climáticas têm refletido nas produções agrícolas de praticamente todo o País, e no Paraná também reduziram o potencial. Mesmo assim, em...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes