Marcon Logística Portuária

Especialistas destacam forte alta no intercâmbio comercial Mercosul-Egito com acordo de livre comércio

Um balanço sobre o acordo de livre comércio entre Egito e Mercosul foi tema de webinar neste domingo (20). O acordo proporciona a queda da tarifa de comércio anual gradativa de produtos e está entrando em seu quarto ano em vigor. Durante o evento, promovido pela Federação das Câmaras de Comércio Egípcias junto ao Setor de Acordos e Comércio Exterior do Ministério do Comércio e Indústria do Egito, especialistas brasileiros e árabes falaram sobre o progresso que o acordo vem trazendo.

Para Alaa Ezz, secretário-geral da Federação das Câmaras de Comércio Egípcias, o acordo tornou possível atuar em toda região da América do Sul, indo além do trabalho com apenas um país. “O que estamos buscando aqui não é apenas cooperação bilateral”, disse, complementando que espera uma revolução bilateral.

Ezz destacou que o Egito vem mantendo índices econômicos positivos, incluindo a de seu Produto Interno Bruto (PIB) e de comércio exterior. “Somos um dos poucos países do mundo que no momento estão aumentando as exportações”, afirmou ele, explicado que o aumento atualmente é de 2%.

Já Rubem Mendes de Oliveira, ministro-conselheiro da embaixada do Brasil no Cairo, explicou que o Brasil já tinha número significativo de exportações ao Egito, mas o contrário não acontecia em grande volume. “Em três anos, as exportações do Egito aumentaram mais de 200% em mercadorias. Por que um número tão grande? Porque começamos com bases baixas, mas, antes de tudo, não acredito que há muitos outros países no mundo que aumentaram o comércio com algum parceiro nessa taxa em três anos”, destacou.

Na conferência, o secretário-geral da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Tamer Mansour, lembrou que o tratado já zerou as tarifas alfandegárias para produtos como plantas, óleos minerais, e cal e cimento, e citou dados sobre o relacionamento entre os países. Segundo ele, 38% dos brasileiros já compraram produtos árabes. Os principais itens adquiridos foram alimentos, têxteis e artigos de decoração.

Para o secretário-geral da Câmara Árabe, garantir respostas rápidas à pandemia da covid-19 é uma das prioridades atualmente. Mansour apontou como ações da instituição já durante pandemia a implementação da certificação digital, a criação do Lab CCAB e de uma frente parlamentar para atuar pelos interesses dos países árabes, além de trabalhar para tornar totalmente digital o Fórum Econômico Brasil Países Árabes, que ocorrerá em outubro.

Já o diretor geral de Acordos de Comércio Bilaterais do Ministério do Comércio e Indústria do Egito, Michael Gamal Kaddes, apresentou o potencial das exportações egípcias. Ele destacou como mais importantes no âmbito do acordo com o Mercosul os setores farmacêutico, de máquinas e aparelhos mecânicos, materiais de construção e produtos de metal, e de alimentos preparados.

O presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun, destacou os passos importantes dados no acordo Egito-Mercosul e colocou a Câmara Árabe à disposição para a cooperação entre as regiões. Participaram também do webinar Ashraf Moukhtar, chefe do Setor de Acordos e Comércio Exterior do Ministério do Comércio e Indústria do Egito, além de Yasser Korani, do Serviço Comercial Egípcio (ECS), órgão de promoção comercial do Egito. O adido agrícola da Embaixada do Brasil no Cairo, Cesar Simas Teles, também acompanhou o webinar.

 

Fonte: Comex do Brasil

}

10.02.2020

Em Destaque

Relacionados

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

abr 18 2024

Empresas no Paraná garantem R$ 468 milhões do BNDES para exportação

Empresas no Paraná realizaram quatro operações com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiamento de exportações...
abr 17 2024

Portos do Paraná e de Santos assinam carta de intenções

Os dois maiores portos do Brasil assinaram, nesta quinta-feira (11), uma carta de intenções com o objetivo de desenvolver acordos de cooperação...
abr 16 2024

OMC prevê que comércio global vai se recuperar de forma lenta, porém constante

O comércio global de mercadorias deve se recuperar neste ano, porém de forma mais lenta do que o esperado anteriormente, depois de apenas seu...
abr 15 2024

Com US$ 5,4 bilhões no 1º trimestre, Paraná segue como maior exportador do Sul

As exportações do Paraná somaram US$ 5,42 bilhões no 1º trimestre do ano, um acréscimo de 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 5,2...
abr 12 2024

Chanceler argentina vê progresso em acordo Mercosul-UE, apesar de “mal-entendidos”

A ministra das Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto da Argentina, Diana Mondino, afirmou na sexta-feira que as negociações sobre o...
abr 11 2024

Ministério revisa para baixo projeção de superávit comercial

A queda no preço de mercadorias, principalmente dos bens agropecuários, fez o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC)...
abr 10 2024

Exportação por empresas em 2023 teve forte concentração nos estados do Sul-Sudeste

As regiões Norte e Centro Oeste foram as que tiveram o maior aumento percentual de novas empresas brasileiras exportadoras em 2023, segundo estudo...
abr 09 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 7,482 bilhões em março

A queda de preços da soja e do petróleo e o feriado de Semana Santa fizeram o superávit da balança comercial cair em março. No mês passado, o país...
abr 08 2024

Porto de Paranaguá recebe maior navio da história do Paraná em capacidade

O navio porta-contêineres MSC C. Montaine, que atracou neste domingo (31) no Porto de Paranaguá, conquistou o título de maior embarcação em...
abr 05 2024

Brasil exportará ovos e carnes de aves para El Salvador

O Governo Federal anunciou nesta sexta-feira (29/3) ter recebido o anúncio, pelo governo de El Salvador, da aprovação sanitária que autoriza o...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes