A quantidade de navios que chegam para abastecimento se destaca na programação operacional da Portos do Paraná. O serviço tem aumentado em volume e número de procedimentos. No último mês de janeiro, 50 embarcações abasteceram no Porto de Paranaguá, com um total de 27.737 toneladas de combustível. No mesmo período, no ano passado, foram 30 navios e 16 mil toneladas fornecidas.

A expectativa é que o movimento siga crescendo. Em fevereiro de 2021, 47 navios abasteceram no porto paranaense. Este mês, no entanto, deve fechar com o fornecimento de combustível a 69 embarcações. O fornecimento de combustível no Porto de Paranaguá chama atenção do mercado pela qualidade, segurança e eficiência nesse serviço de apoio.

Segundo o diretor de Operações, Luiz Teixeira da Silva Júnior, na região Sul do Brasil apenas o porto paranaense e Rio Grande fornecem o “bunker”, como é chamado o produto usado para abastecer as embarcações, VLSFO 0,5% (óleo combustível com baixo teor de enxofre, 0,5%). “Além de ser considerada um comércio de exportação, no caso do combustível a operação movimenta a economia local com a aquisição de suprimentos e geração de impostos para a região”, afirma.

Entre os que solicitam programação para abastecimento no Porto de Paranaguá, estão navios que já operam em terminais paranaenses ou embarcações que chegam apenas para “bunker”. Nos portos do Paraná, a Petrobras é a única fornecedora de combustível para o abastecimento de navios. A empresa que presta esse serviço para a estatal brasileira é a Navemestra, do Grupo Bravante.

SERVIÇO – Durante todo o ano de 2021, 714 navios abasteceram no Porto de Paranaguá, dois a mais que no ano anterior. Em volume foram 364.294,6 toneladas de combustível fornecido. Deste total, cerca de 10% das embarcações vêm somente para bunker.

“A pandemia está mais controlada e o mercado externo aquecido, o que tem movimentado muito a operação. Quando a operação portuária aumenta, também aumenta a demanda por serviços. Esperamos recuperar bem o movimento em 2022”, diz o coordenador de Base e Operações da empresa em Paranaguá, Fabiano da Silva Leal.

Sobre a qualidade do produto ofertado no porto paranaense, Leal diz que é o que tem sido determinante para a opção dos armadores ou agências por pegar “bunker” em Paranaguá. “É de melhor qualidade o produto ofertado aqui”, diz.

ABASTECIMENTO – O abastecimento em Paranaguá é executado por duas barcaças com capacidade para carregar até 1.450 toneladas de combustível. Pode ser feito com as embarcações atracadas (no cais) ou fundeadas (na área de fundeio específica). A operação é segura, realizada com barreiras de contenção para evitar qualquer ocorrência perigosa.

O trabalho é feito por sete marinheiros devidamente qualificados. Com mais de dez anos de experiência nesse tipo de atividade, eles passam por treinamentos e capacitação periódicos. Em média, a empresa faz de 50 até 90 abastecimentos de navios por mês, que ocorrem dentro de uma área limite, de mar mais calmo, com menos trânsito de embarcações. Na Baía de Paranaguá o limite fica próximo à Ilha das Cobras.

 

Fonte: Agência de Notícias do Paraná