Marcon Logística Portuária

Corredor bioceânico é tema de encontro com embaixador da Argentina

O Governo do Paraná deu mais um passo na estruturação do projeto do corredor bioceânico, rota comercial que pretende unir o Porto de Paranaguá ao Porto de Antofagasta, no Chile, estabelecendo uma conexão entre os oceanos Atlântico e Pacífico. O governador Carlos Massa Ratinho Junior recebeu nesta terça-feira (10), no Palácio Iguaçu, o embaixador extraordinário e plenipotenciário da Argentina no Brasil, Daniel Osvaldo Scioli, e apresentou possibilidades de rotas e ramais que ligarão Brasil, Chile, Argentina e Paraguai por meio de um novo traçado ferroviário.

No encontro, Ratinho Junior deu detalhes da parte do projeto que está mais avançada, o chamado Corredor Oeste de Exportação. O ramal, também ferroviário, vai ligar o Porto de Paranaguá até a cidade de Maracaju (MS), ampliando a malha operada hoje pela Ferroeste – Estrada de Ferro Paraná Oeste S/A.

“Há um potencial muito grande neste projeto do corredor bioceânico, que permitiria ampliar o comércio entre os países, diminuindo o tempo de transporte em cerca de 30%. Isso aumentaria a eficiência e reduziria custos”, afirmou o governador. “O Paraná tem uma ligação muito forte com a Argentina. Esse entendimento comercial é muito importante. O projeto é ambicioso, de longo prazo, e precisa ser construído politicamente entre todas as partes”, completou.

Ratinho Junior explicou que a previsão é que a nova malha ferroviária entre o Paraná e o Mato Grosso do Sul tenha uma extensão de até 1.371 quilômetros. O projeto, destacou ele, inclui a construção de uma nova ferrovia entre Maracaju e Cascavel (Oeste do Paraná); a revitalização do atual trecho ferroviário operado pela Ferroeste, entre Cascavel a Guarapuava; a construção de um novo traçado entre Guarapuava e Paranaguá e de um ramal multimodal entre Cascavel e Foz do Iguaçu. Como está em fase de elaboração não há um valor definido para a obra.

A proposta é abrir a concessão do projeto para a iniciativa privada, com expectativa de colocar a Ferroeste em leilão na Bolsa de Valores (B3) até novembro de 2021.

AMPLIAÇÃO – Isso, de acordo com Ratinho Junior, significaria o avanço do projeto internacional entre os oceanos. Ele ressaltou que a ideia é estabelecer uma sintonia política entre os países para que a proposta possa ser ampliada, com a construção de aproximadamente 450 quilômetros de ferrovia no Paraguai, extensão que permitiria a ligação entre Paranaguá e Antofagasta, com a abertura do corredor bioceânico.

“É algo que impactaria demais todo o agronegócio do nosso estado, passando a ter uma possibilidade concreta de exportação pelo Pacífico”, disse o governador.

O embaixador demonstrou entusiasmo com a proposta. Ficou estabelecido que um grupo de trabalho Paraná/Argentina será montado para dar encaminhamento às tratativas sobre o corredor bioceânico. Nos próximos meses será organizada uma agenda política envolvendo os dois países, com intermediação do Governo do Paraná, para fortalecer o projeto.

A intenção é que os presidentes Jair Bolsonaro (Brasil) e Alberto Fernández (Argentina) participem do encontro. “Me comprometo de falar diretamente com o presidente sobre esse projeto, algo integrador e necessário. Argentina e Brasil são grandes parceiros comerciais e isso melhoraria muito a logística da América do Sul”, disse o embaixador.

PROPOSTA – O projeto inicial de implantação do corredor bioceânico consiste em unir o Porto de Paranaguá ao Porto de Antofagasta, no Chile. A ligação de 2,5 mil quilômetros integra os quatro países, facilitando as exportações do Cone Sul para os países asiáticos pelo Oceano Pacífico.

O projeto paranaense do traçado, que integra trechos de ferrovias em operação no Estado, já foi apresentado ao presidente Jair Bolsonaro e ao presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez.

Grupos técnicos dos governos do Paraná e do Paraguai foram criados e estão em constante diálogo para definir a melhor formatação para a proposta. Há a intenção também de a usina Itaipu Binacional participar da proposta, com a elaboração do projeto executivo. “É algo demorado pelo impacto do projeto, mas que precisa sair logo do papel”, destacou Ratinho Junior. “Seria a consolidação do Paraná como hub logístico da América do Sul”, acrescentou.

PRESENÇAS – Participaram também do encontro o vice-governador Darci Piana; os secretários João Carlos Ortega (Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas) e João Debiasi (Comunicação Social e Cultura); o presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin; o cônsul-geral da Argentina no Paraná, Pedro Ezequiel Marotta; o cônsul-adjunto, Sebastián Gonzalo Bertuzzi; os assessores do embaixador da Argentina, Julián Colombo, Rafael Perelmiter e Alejando Stern.

 

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

}

11.17.2020

Em Destaque

Relacionados

Portos do Paraná é tricampeã em premiação da ANTAQ

Pela terceira vez consecutiva a Portos do Paraná, empresa pública do Governo do Estado do Paraná, foi premiada pelo respeito às regulamentações. A empresa ficou em primeiro lugar na categoria Conformidade Regulatória no Prêmio ANTAQ 2023, organizado pela Agência...

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

dez 06 2023

Porto de Paranaguá é destaque em palestra no Fórum Sul Brasileiro de Inovação

Além de apresentar as ações socioambientais e operacionais, a Portos do Paraná participou do painel sobre destinos turísticos e destacou a vinda da...
dez 05 2023

Brasil poderá integrar grupo de produtores e exportadores de petróleo

O Brasil recebeu o convite para entrar na Organização dos Países Exportadores de Petróleo e Aliados (Opep+), grupo de 23 países produtores e...
dez 04 2023

Em 10 meses, Portos do Paraná registra crescimento de 15% nas movimentações para exportação

Estratégias operacionais foram fundamentais para suprir a grande demanda de mercado e exportar mais de 35 milhões de toneladas pelos portos...
dez 01 2023

MDIC envia missão à Coreia do Sul para fortalecer parceria em comércio e investimentos

Secretário executivo conheceu a nova estratégia digital coreana, projetada como motor do desenvolvimento econômico do país; também houve visitas à...
nov 30 2023

Portos do Paraná é tricampeã em premiação da ANTAQ

Pela terceira vez consecutiva a Portos do Paraná, empresa pública do Governo do Estado do Paraná, foi premiada pelo respeito às regulamentações. A...
nov 29 2023

MDIC e BID promovem encontro para debater melhorias regulatórias

A política de melhoria regulatória simplifica os procedimentos e desburocratiza o ambiente de negócios no país. Nesse sentido, o Ministério do...
nov 28 2023

Porto de Paranaguá embarca peça de autoclave com 15 metros de comprimento

Após dias de operação, a carga foi acondicionada em uma barcaça e agora seguirá até o porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro A Portos do Paraná...
nov 27 2023

Exportações brasileiras superam marca de US$ 300 bi pelo segundo ano

Pelo segundo ano seguido, as exportações brasileiras superaram a marca de US$ 300 bilhões, divulgou nesta segunda-feira (20) o Ministério do...
nov 24 2023

Porto de Paranaguá aumenta profundidade do canal em mais cinco berços

Calado passará de 12,5 metros para 12,8 metros; em média, cada metro de calado operacional significa cerca de 7 mil toneladas a mais de grãos...
nov 23 2023

Fluxo cambial total no ano até 10 de novembro é positivo em US$ 22,687 bi, mostra BC

O Brasil registrou fluxo cambial positivo de US$ 22,687 bilhões neste ano, até 10 de novembro, informou o Banco Central nesta sexta-feira, 17. No...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes