Marcon Logística Portuária

Com leilão de nova área, Porto de Paranaguá receberá R$ 910 milhões em investimentos

A Portos do Paraná concluiu nesta quarta-feira (13) o leilão de mais uma área do Porto de Paranaguá. A PAR09, de aproximadamente 26,5 mil metros quadrados, foi arrematada pelo Fundo de Investimento Q-PAR09, que deverá investir R$ 910 milhões em melhorias de infraestrutura nos próximos cinco anos e gerar 150 empregos diretos. O valor de outorga foi de R$ 615 mil. A disputa pública aconteceu na B3, a Bolsa de Valores brasileira, com sede em São Paulo.

A empresa pública do Estado do Paraná, que detém desde 2019 a Delegação de Competências da União, foi o primeiro porto público autorizado a realizar, entre outros procedimentos, o arrendamento das áreas e instalações portuárias da região.  Esta é a quinta licitação realizada.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior, que acompanhou o leilão presencialmente, comemorou o resultado, que marca a quinta área do Porto de Paranaguá concedida à iniciativa privada desde 2019. “Os portos do Paraná têm batido recordes seguidos de eficiência e foram reconhecidos por quatro anos seguidos como a melhor gestão portuária do Brasil. Essas concessões estão trazendo investimentos para áreas ociosas e ajudam a fortalecer a economia do Paraná”, disse.

O diretor-presidente, Luiz Fernando Garcia, afirma que “este é mais um dos leilões conduzidos pelo Governo do Estado e a Portos do Paraná e que vai propiciar quase R$1 bilhão de investimento em infraestrutura nos próximos 5 a 6 anos de contrato. Desde 2019, é o quinto leilão de área que conduzimos diretamente dentro do planejamento para alavancar cerca de R$ 4 bilhões em melhorias para Paranaguá”, afirmou.

O diretor-geral da Antaq, Eduardo Nery, disse que o Paraná tem sido um exemplo no segmento. “A Portos do Paraná tem sido uma referência em gestão portuária e o apoio que o governador Ratinho Junior tem dado para a gestão do presidente Luiz Fernando Garcia é essencial para os resultados que têm sido apresentados”, enfatizou.

Segundo o representante do Fundo de Investimento Q-PAR09, Maurício Silveira, o arrendamento da área, que é a segunda que o grupo administrará – a outra fica no porto de Vitória, no Espírito Santo – representa uma grande oportunidade de negócios. “É uma satisfação poder participar de mais esse investimento no setor portuário. Identificamos uma ótima oportunidade para atuar em Paranaguá, onde há uma grande de demanda por parte dos operadores, com um investimento relevante para a cidade e para o Estado”, complementou.

Conforme estabelecido em edital, o grupo vencedor será responsável pela gestão pelos próximos 35 anos. A ata de julgamento da documentação de habilitação da empresa vencedora deverá ser publicada no começo de 2024. A assinatura do contrato com o grupo também será no primeiro semestre do ano que vem.

PRESENÇAS – Também acompanharam de forma presencial a disputa na Bolsa de Valores os secretários estaduais de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; do Planejamento, Guto Silva; e o diretor-presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin.

Entre os representantes da Portos do Paraná estiveram presentes o diretor Administrativo e Financeiro, Marcos Alfredo Bonoski; diretor de desenvolvimento empresarial, André Luiz Pioli; diretor de Engenharia e Manutenção, Victor Kengo; o diretor de operações, Gabriel Vieira; o secretário Geral da Presidência, Felipe Gama; o gerente de Arrendamentos, Rossano Reolon; e a Comissão de Licitação de Áreas Portuárias (CLAP).

SOBRE O PAR09 – Localizado no extremo oeste do Porto de Paranaguá, o terminal PAR09 conta com 26.576m², incluindo área do berço que deverá ser construído pela empresa arrematante, e é destinado à movimentação e armazenagem de granéis sólidos de origem vegetal. Após os investimentos previstos, a capacidade estática do terminal será de 162.000 toneladas, resultando em uma dinâmica de 3.159.000 toneladas/ano.

O PAR09 também obteve a qualificação do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), por meio do decreto nº 10.743/2021, o que dá prioridade ao projeto dentro do programa de concessões do Governo Federal. O prazo do contrato de concessão é de 35 anos, sendo o pré-operacional estimado em 03 anos.

Na modelagem do projeto, os investimentos estimados são de R$ 910 milhões e incluem a construção de 09 novos silos de armazenagem, além de investimento em área comum – como a construção da 1° fase do píer “F”, e o aporte de recursos para estruturação de área de apoio logístico destinada ao corredor oeste do Porto.

 

Fonte: Portos do Paraná

}

12.22.2023

Em Destaque

Relacionados

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

jun 17 2024

Portos do Paraná estreita ligação com dirigentes e investidores espanhóis

Empresa pública participou de intercâmbio no país europeu que contou com jornadas empresariais e visitas a instalações portuárias em Madri, Valência...
jun 14 2024

Balança comercial tem superávit de US$ 8,534 bi em maio

A queda de preços da soja e do minério de ferro fez o superávit da balança comercial cair em maio. No mês passado, o país exportou US$ 8,534 bilhões...
jun 13 2024

Argentina suspende antidumping sobre exportações brasileiras de talheres de aço inoxidável com cabo de madeira ou plástico

O governo do Brasil recebeu com satisfação a decisão do governo da República Argentina de suspender a medida antidumping aplicada às exportações...
jun 12 2024

Volume de soja exportada cai 13,6% em maio, e envios de carne bovina sobem 26%

O Brasil exportou 13,450 milhões de toneladas de soja em grão em maio, 13,69% a menos do que os 15,584 milhões de toneladas de igual período de...
jun 11 2024

Brasil faz acordo com China que pode aumentar exportação de café

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, assinou nesta quarta-feira (5)...
jun 10 2024

Brasil usa presidência do G20 para propor mudanças nas regras do comércio agrícola entre países

Nas discussões do G20, o grupo que reúne as maiores economias do mundo, o Brasil tem proposto ajustes no equilíbrio entre a expansão do comércio...
jun 07 2024

Mapa encerra maio com recorde histórico de aberturas de mercados para o mês

O mês de maio deste ano se encerra como o melhor maio da série histórica em termos de novos acordos comerciais no mercado mundial para produtos do...
jun 06 2024

Exportações do Brasil para os EUA superam os 12 bilhões de dólares no ano

O governo realizou, nesta semana, um seminário para marcar os “200 anos de amizade Brasil-Estados Unidos”. No encontro, a secretária de Comércio...
jun 05 2024

Com evolução de 34%, Paraná deve colher 646 mil toneladas de feijão em 2024

As condições climáticas têm refletido nas produções agrícolas de praticamente todo o País, e no Paraná também reduziram o potencial. Mesmo assim, em...
jun 04 2024

BNDES reduz de novo juros de linha especial para exportações brasileiras

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) promoveu nova redução de juros no BNDES Exim Pré-Embarque, linha de crédito que...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes