Marcon Logística Portuária

Exportação de soja do Brasil fecha 1º semestre com alta de 2,2%; milho recua 28%

A exportação de soja do Brasil fechou o primeiro semestre com alta de 2,23% na comparação com o mesmo período do ano passado, para 64,15 milhões de toneladas, apesar de o maior produtor e exportador mundial ter colhido uma safra menor em 2024 devido a intempéries.

O volume no acumulado do ano considera embarques de 13,95 milhões de toneladas de soja de junho, que ficaram levemente acima do mesmo mês do ano passado, conforme divulgado nesta quinta-feira pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Considerando as previsões de safra e de exportação do Brasil para o ano, espera-se uma redução gradativa nas vendas externas da oleaginosa no segundo semestre. Para julho, a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) já projeta embarques ao exterior de cerca de 9,5 milhões de toneladas.

A safra brasileira em 2024 está estimada em 152,5 milhões de toneladas, queda de 7,8 milhões de toneladas na comparação com o recorde de 160,3 milhões de toneladas da temporada passada, segundo números da associação da indústria Abiove.

A Abiove, contudo, vê um recuo menor na exportação anual brasileira do que na produção, de cerca de 4 milhões de toneladas, para 97,8 milhões de toneladas.

Considerando o total exportado no acumulado do ano até junho, com a projeção da Abiove para 2024, a indicação é de que os embarques ao exterior somem no segundo semestre cerca de 33,65 milhões de toneladas, o que deve dar mais espaço para as exportações de milho nos portos.

Esse volume indicado para o segundo semestre daria uma média hipotética mensal de 5,6 milhões de toneladas de soja.

No caso do milho, os embarques do primeiro semestre fecharam em 8,35 milhões de toneladas, queda de 28,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o Brasil fechou o ano com exportações recordes.

Assim como na soja, a safra de milho do Brasil sofrerá uma redução em 2024.

Considerando expectativa de exportação da Agroconsult de 42,1 milhões de toneladas de milho para 2024, o Brasil deveria exportar 33,75 milhões de toneladas do cereal no segundo semestre, ou média de 5,6 milhões de toneladas por mês.

Em 2023, o Brasil exportou mais de 100 milhões de toneladas de soja e mais de 55 milhões de toneladas de milho, patamares jamais vistos em um único ano.

A queda anual na exportação de milho do Brasil, segundo a Agroconsult, considera também uma maior concorrência da Argentina, que vem com uma safra maior em 2024, e menor procura da China.

 

Fonte: InfoMoney

}

07.10.2024

Em Destaque

Relacionados

Agronegócio exporta US$ 15,20 bi em junho e US$ 82,39 bi no semestre

As vendas externas brasileiras de produtos do agronegócio foram de US$ 15, 20 bilhões em junho de 2024 , um aumento do valor das exportações comparado ao mês de maio/2024 , que atingiu 15,02 bilhões. As exportações brasileiras de grãos subiram de 14,96 milhões de...

Quer saber mais?

Entre em Contato

Siga a Marcon

Mercado & Novidades

Últimas Notícias

jul 23 2024

Operações de Sucesso: Marcon Logística Portuária em Destaque

No último final de semana, a Marcon Logística Portuária mostrou mais uma vez sua eficiência e capacidade ao conduzir operações em dois navios RORO...
jul 23 2024

Agronegócio exporta US$ 15,20 bi em junho e US$ 82,39 bi no semestre

As vendas externas brasileiras de produtos do agronegócio foram de US$ 15, 20 bilhões em junho de 2024 , um aumento do valor das exportações...
jul 22 2024

Portos do Paraná registram recorde histórico de movimentação mensal

Os portos paranaenses alcançaram uma nova marca histórica de movimentação. Ao todo, 6.582.670 de toneladas foram movimentadas em junho deste ano,...
jul 19 2024

Abertura do mercado cubano para exportação de quatro produtos do agronegócio brasileiro

O governo brasileiro recebeu com satisfação o anúncio, pelo governo de Cuba, da autorização para que o Brasil exporte os seguintes produtos para...
jul 18 2024

Camex mantém elevação de tarifas de importação de resíduos sólidos

Em 18% desde julho do ano passado, as tarifas de importação para resíduos de papel, plástico e vidro permanecerão nesse nível por mais um ano,...
jul 17 2024

Carteira de exportação do BNDES aprova volume 135% maior de créditos em 2024

O valor das aprovações de crédito para a linha BNDES EXIM Pré-Embarque, que financia as exportações de empresas nacionais, cresceu 135% no primeiro...
jul 16 2024

Exportações do Paraná para Ásia, África e Oriente Médio batem recorde no 1º semestre

O Paraná obteve no 1º semestre de 2024 o seu melhor desempenho nas vendas para os mercados do Oriente Médio, África e Sudeste Asiático , com maior...
jul 15 2024

Mercosul e Emirados Árabes Unidos iniciam negociações de um acordo de livre comércio

Representantes dos países membros do Mercosul e dos Emirados Árabes Unidos se reuniram em Assunção, entre os dias 2 e 4 de julho, e formalizaram  o...
jul 12 2024

Receita Federal aprimora Programa OEA-Integrado para facilitar operações internacionais

A Receita Federal do Brasil (RFB) publicou a Portaria RFB nº 435, de 2 de julho de 2024, que estabelece novas regras para a participação de órgãos e...
jul 11 2024

Brasil e Palestina firmam acordo de livre comércio no âmbito do Mercosul

Em 3 de julho de 2024, o Brasil depositou sua carta de ratificação ao Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e o Estado da Palestina. A carta foi...

Quem acredita na Marcon

Nossos Clientes